sábado, 8 de março de 2014

... VIAGEM PARA O ALÉM ...

          Todo ser humano tem uma preocupação no que se refere ao que acontece com ele quando as suas funções vitais param de funcionar...
As informações que temos nos são dadas por nossas amigas do astral superior e dentro do que é possível dizer como funciona o mecanismo de desligamento peri espiritual que não chega a ser complicado mas também não é tão simplório...
Cada caso é um caso, mas elas nos explicam que existem equipes com até cinco trabalhadores cada um com a sua função...
Como temos um peri espirito que é como uma roupa de mergulho colada ao nosso corpo, para retirá-la os amigos dão um corte no alto da nossa cabeça, cortam na palma das nossas duas mãos, nas solas dos nossos dois pés e no nosso plexo solar, tudo isso feito durante o velório...
A seguir vão descolando manualmente essa camada de energia do nosso corpo físico, quando totalmente solto, em seguida é aplicado uma sessão de passes magnéticos que vão religar as funções de energia desse peri espírito e nos dando a possibilidade de vivermos extra fisicamente com o nosso corpo sutil igual ao corpo físico...
Em seguida ainda deitados em macas e em sono profundo somos transportados para uma espécie de vagões de trem sem janelas e equipados com a mais alta tecnologia hospitalar baseada na física quântica e ali numa sessão de primeiros socorros somos restabelecidos energeticamente, mas continuamos em sono profundo...
Elas as nossas amigas nos lembram a todo instante que cada caso é caso...
Mas via de regra essa é a base das operações do nosso resgate e esse é o principio de todo o translado do nosso corpo extra físico...
É importante que se diga que cada desligamento envolve uma multiplicidade de razões e se colocarmos todos aqui ficaria inviável por falta de espaço...
Daí e diante as nossas amigas dizem que não tem permissão para revelar outras ações porque fazem parte do plano Kármico de cada um que volta a pátria espiritual para dar continuidade as suas condições de progresso, trabalho e estudo...
Lembram elas também que no caso de cremação do nosso corpo físico a história é outra e caberia uma outra cronica explicativa..

sexta-feira, 7 de março de 2014

... CABEÇAS PENSANTES ...

          Com uma vivência relativamente grande aqui nessa cidade de Angra dos Reis ainda não consegui entender o seu modo de viver...
Diante de tal fato passei a mudar o meu modo de viver aqui, ou seja, não brigo mais com a cidade porque ela não tem nada a haver com as pessoas que moram nela. Não sei se melhor ou pior, mas certamente sei que aqui existem pessoas muito inteligentes e que não tem a menor chance de mostrar o seu valor perante as situações que se apresentam...
De todos os acessores e aceclas que existem na gestão pública e que cada vez mais emperram a máquina pública, fico com as pessoas que conheço e que poderiam contribuir em muito com essa administração pública que esta estabelecida pelos gerentes da coisa dita pública...

terça-feira, 4 de março de 2014

... ILHAS DO TESOURO ...

     Tenho conversado com pessoas que moram aqui em Angra dos Reis a muito tempo...
Sobre os TESOUROS enterrados em determinadas ilhas e eles me garantem que eles existem...
Não precisamos ser um especialista nesse assunto porque basta olhar as enseadas que existem ao redor da Ilha Grande e em volta do continente...
Sei quais são as ilhas e também não vou dizer os nomes das minhas fontes de informação que juram de pés juntos que os TESOUROS existem...
As informações nos dão conta que a noite e eventualmente de dia são vistos "fantasmas" essas energias identificadas pelos moradores são de ex moradores de escravos  de índios além de comandantes de navios piratas e os piratas que morreram nessas ilhas...
Por informação da minhas amigas do astral os piratas são os principais personagens dessa descoberta porque eles é que tinha a incumbência de carrega-los e enterra-los por ordem dos seus comandantes...
O problema é que todas as histórias que me foram contadas não tem eco nas casas de cultura do Município e nem muito menos nos seus historiadores que teriam nessa fonte uma vasta fonte de narrativas sensacionais...