sábado, 28 de junho de 2014

... FACE BOOK ...

Observo que a mídia virtual mas conhecida como rede social tem mostrado como reage o ser humano modernamente longe dos consultórios dos analistas e dos psicólogos...
Não tem diferença, seja homem ou mulher no fundo é tudo igual nas suas necessidades e sendo assim a rede virou uma torneira de sai tudo qe se pode imaginar e o que não se imagina...
Sou um usuário dessa geringonça bem inventada e nela coloco os meus bons e maus humores, assim como outros e outras tantas colocam também, principalmente os políticos que quando na ativa sabem usá-la com maestria ímpar essa geringonça...
Resumindo a ópera, vemos que lá se põe tudo desde as receitas culinárias até os movimentos sociais...
Mas o que bato a algum tempo é sobre as verdades e as mentiras que são colocadas na sua tela...
Eu me abstenho desse julgamento porque não entro nele porque se julgo, também posso ser julgado...

quinta-feira, 26 de junho de 2014

... I N C O N G R U Ê N C I A ...

Será que é e se for me recuso a crer que seja, porque diante de tanta necessidade de soldados voluntários para o trato aos irmãos menores...
Menos afortunados pela sorte com o descaso e abandono e privado, chego apensar na falta de inteligência e a falta de viabilidade aliada a flexibilidade no trato de tal problema que passo a escrever...
Uma comerciante que é dona do CARRAPIXO como não pode ter ele na sua casa porque mora num quarto, resolveu para não abandoná-lo a própria sorte, colocou ao lado da sua loja de Açaí na calçada uma casinha forrada com plástico no telhadopara não passa água da chuva, dentro panos limpos porque ela dá a ele um trato como ninguém leva ao veterinário e tem sempre água e ração junto a casinha...
Já que a carência ao atendimento aos irmãos menores que são abandonados nas ruas é muito grande...
Dias desses ela foi surpreendida com a visita de um fiscal da Prefeitura que condenou o seu procedimento...
...IRMÃO MENOR IGUAL A ABANDONO AO RELENTO NA CHUVA COM FRIO COM FOME E COM SEDE...
Que nome podemos dar a esse procedimento do gestor público H I P O C R E Z I A ...
Será que se fiscaliza as construções das mansões dos Barões nas laminas d' água ou será que de cima para baixo tudo pode e de baixo para cima nada pode...
Porque então não se faz uma demolição dessas e outras aberrações e se implica com uma comerciante que paga os seus impostos em dia...
Não quero aqui estragar as minhas amizade que prezo muito porque são duas pessoas do bem e de DEUS...
Sei que a fiscalização tem as suas normas e suas leis, mas deixo aqui a pergunta escrita, porque tanta I N C O N G R U Ê N C I A ...
Fiquei triste com a tristeza da moça dona da casa comercial e ela ponderando que cuida bem dele que não deixa faltar nada que dá remédios mas que se pudesse levava ele para dentro da sua casa mas diz ela moro num quarto e o dono da casa não permite irmãos menores dentro da casa dele...

quarta-feira, 25 de junho de 2014

... FELIX FENIX ...

FELIX um Alemão dos seus 70 anos que encontrei na praia da Bexiga no Camorim Grande, deserta com sempre...
Eu chegando a praia que é suja sendo um fundo de baía, muito diferente da minha amada e querida PRAIA VERMELHA na URCA no RJ... 
Cato os meus ÔKÔTÔ que na lenda YORUBÀ significa o Pai de YEMANJÁ, e vejo sentado numa pedra vestido de sapatos - calça comprida e camisa essa simpática figura de costas para o mar e comendo...
Como complemento do vestuário tinha uma bolsa - uma máquina fotográfica e um rádio relativamente antigo a pilhas com uma longa antena...
Fui me aproximando e vi que ele tinha colocado em cima da pedra uma toalha e uma caneca de café e ao lado pão com manteiga e queijo...
Ouvia descansadamente o rádio e tomava seu café com pão as 9 horas da manhã e a beira mar e muito saborosamente...
Passei por ele vendo aquela excentricidade e ele me deu um bom dia que eu respondi, continuei a catar e andei, fiz as minhas saudações ao mar sagrado como de praxe e voltei, quando ele já vinha em minha direção depois de ter tomado o seu café e ele me estendeu a mão perguntando em um Alemão arrastado se eu estava pegando sirrrrrrri o que respondi que não e contei a lenda de ÔKÔTÔ...
Ele ficou encantado e começou a me dizer que mora em Angra a 26 anos e não troca aqui por nada no mundo...
Me surpreendi ele gosta da cultura do lugar e suas histórias diferentes e mágicas das ilhas e dos lugares como Praia do Anil - Ponta Leste - Zungú - Belvedere a beira da Rio Santos - Presídio da Ilha Grande e o Cruzeiro o Convento de São Bernadino de Sena todos eles e mais outros com as suas energias positivas e negativas...
O FELIX é um FENIX porque por tudo que ele é e de onde veio faz ressurgir as histórias que o tempo e o esquecimento das autoridades ligadas ao turismo estão teimosamente fazendo com que essa cultura e essas histórias caiam no esquecimento... É PENA ... MAS ...

terça-feira, 24 de junho de 2014

... ÊLÁ TEMPO PÓ ...

Em uma conversa reservada com os meus botões que acabou virando um papo cabeça e bem particular... 
Me fez exercitar a memória em várias direções no TEMPO e essas recordações vem as vezes de uma forma muito desordenada e com muita velocidade a ponto de se embaralhar na minha cabeça...
Escolher algumas é difícil porque cada uma tem a sua particularidade, mas as da minha adolescência  e principalmente da minha faixa etária que foi dos 14 anos até 21 anos...
Na minha avaliação essa fase foi a melhor durante a minha permanência nesse planeta Terra...Nesse tempo foi maravilhoso porque até agora consigo me lembrar dos cheiros - das palavras e das vozes das minhas avós - do meu pai e da minha mãe - dos preparativos da minha linda tia se maquiando e me dando conselhos - dos meus colegas que cresceram comigo - dos perfumes - das cenas - das conversas - dos apelidos - das brincadeiras na pracinha Xavier de Brito na Tijuca...

domingo, 22 de junho de 2014

... OS ESPIRITOS E A COPA DO MUNDO ...

Me perguntam de quando em vez se os ESPÍRITOS veem os jogos da COPA DO MUNDO como nós aqui vemos...
Sim eles veem de várias maneiras, uns tem permissão de vir até os locais dos jogos acompanhados dos seus mentores e outros podem vir sozinhos, nesses casos isso acontece por merecimento e evolução Espiritual e sentam-se nos lugares que todos sentam e se os lugares estiverem ocupados por alguém eles podem ficar sentados a beira do campo ou ao lado da pessoa...
Outros na dimensão em que estão podem ver os jogos por uma espécie de aparelho de televisão, mas muito  mais avançado do que os nosso, mas não nos foi passado como funciona o engenho
Outros assistem em aparelhos coletivamente, e toda essa forma de ver sempre dependerá do avanço Espiritual de cada um...
Pode existir duas situações inusitadas, uma que pessoas encarnadas que estão no estádio que podem ter o dom da vidência e entrar na sintonia dos que vieram do astral e ver e outros podem senti-los tão perto que podem chegar a se arrepiar como que um vento passando pelo seu corpo de repente...
Mas existe mistério no deslocamento daqui para lá como de lá para cá, até ficar entre nós, e isso dependerá e como se diz normalmente cada caso é um caso...